quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Ore Comigo Na Grande Encruzilhada


Hecate - Jenna Lefreve


No Meio Do Portal
Da Passagem De Tudo,
De Todos
E Do Todo,
Ore Comigo.

No Meio Da Janela
Onde Se Avista
O Nada,
Algo
E O Vir-A-Ser,
Ore Comigo.

No Meio Da Dimensão
Onde Se Pode Pisar
No Abismo,
No Alto
E No Outro Lado,
Ore Comigo.

No Meio Do Templo
Onde Se Pode Ouvir
O Riso,
O Choro
E O Grito,
Ore Comigo.

No Meio Do Tempo
Onde Se Pode Tocar
O Ontem,
O Hoje
E O Eterno,
Ore Comigo.

No Meio Da Escada
Onde Se Pode Subir
A Outros Mundos,
Ao Início
E Ao Fim,
Ore Comigo.

No Meio Do Véu
Que Esconde
O Mistério,
A Revelação
E O Incomunicável,
Ore Comigo.

No Meio Das Vestes
Que Encobrem
O Ancião,
O Eremita
E O Louco,
Ore Comigo.

No Meio Da Floresta
Que Envolve
A Serpente,
A Leoa
E A Loba,
Ore Comigo.

No Meio Da Montanha
Que Reúne
Os Deuses,
Os Demônios
E Todos Os Seres,
Ore Comigo.

No Meio Da Cruz
Que Manifesta
O Onipotente,
O Onipresente
E O Onisciente,
Ore Comigo.

No Meio Da Criação
Que Desnuda
O Um,
O Dois
E O Três,
Ore Comigo.

No Meio Da Morada
Onde Sou
Uma,
Duas
E Três,
Ore Comigo.

Ore Comigo
Por Todo
O Sagrado
Que Respira.

Ore Comigo
Por Todo
O Sagrado
Que Se Transforma.

Ore Comigo
Por Todo O Sagrado
Que Retorna.

Ore Comigo
Por Todo O Sagrado
Que Se Torna.

Ore Comigo
Por Todo O Sagrado
Que Desce.

Ore Comigo
Por Todo O Sagrado
Que Se Eleva.

Ore Comigo
Por Todo O Sagrado
Que Se Busca.

Ore Comigo
Por Todo O Sagrado
Que Se Encontra.

Inominável Ser
HECATE
REVELADA




Faun - Hekate



Am Ufer der Seen
und am Fuße der Weiden
wollten wir die Menschen verstehen.
Am Ufer der Seen
und am Fuße der Weiden
wollten wir die Menschen verstehen.

Der Mond stand alleine
und im Schlaf deiner Feinde
haben wir uns dann heimlich gesehen
Was geschah, wird uns bleiben
und am Fuße der Weiden,
ließen wir die Waldnacht zurück
Und nun bist du mein Anker
im Rausch dieser Tage
und dein Name wird mir zum Gebet:

Hekate, Hekate, Hekate!
Du gabst mir die Träume
und jetzt träum ich von dir
Hekate, tritt zu mir
Was uns bleibt ist das Warten
und das Hoffen und Fragen
und der Drang durch die Lande zu ziehn.

Ohne Rast werden wir alles wagen und haben
den Wind gegen uns, wenn wir gehen
Wir folgen den Spuren,
doch die Tiere des Waldes
haben sich schon längst schlafen gelegt
und dein Bild ist mein Anker
im Rausch dieser Tage
und dein Name wird mir zum Gebet.







segunda-feira, 6 de novembro de 2017

E A Minha Taça Está Derramada!


Babalon - O.T.O. Painting


As Estrelas
Derramam Meu Nome
Sobre As Vestimentas
Dos Firmamentos,
Deuses Me Consomem
E Eu Consumo Deuses
Ao Nascer De Cada
Sol Nos Quadrantes
Habitáveis E Inabitados
Dos Universos…

E A Minha Taça
Está Derramada!

Sou A Estrela
Que Desce Sobre
Os Mundos
Para Devastar,
Sou A Estrela
Que Brilha
Sobre Cada Mundo
Para A Devastação,
Sou A Devastadora
Dos Impuros E Puros
Corações…

E A Minha Taça
Está Derramada!

Meu Coração
É O Rugido
Que Desperta
Momentos Ancestrais,
Meu Rugido
É O Monumento
D Momento Ouvido
Pelos Que Vestem
A Minha Pele
De Estrela A Sangrar,
Estou Sangrando
E Derramando
O Meu Sangue Sobre
Cada Mesa
De Refeição
Dos Mortais
E Dos Imortais…

E A Minha Taça
Está Derramada!

A Mim
Venham Muitos
Que Possam
Beber De Minha
Taça,
A Mim
Venham Todos
Que Queiram
Beber De Minhá
Taça,
A Mim
Venham Com
Sedentos Buscadores
Dos Tesouros
De Minha
Taça…

E A Minha Taça
Está Derramada!

A Minha Taça,
A Taça
Das Prostituições
Das Eras,
A Taça
Das Prostituições
Das Feras,
A Taça
Das Ptostituições
Das Terras…

E A Minha Taça
Está Derramada!

Deixai Descer
Dentro De Ti
Que Vier A Beber
Del Oferecida
Por Mim Como
Presente Eterno,
O Sangue Prostituído
Que Carrego
De Obra Em Obra
Na História Contada
Por Cada Rosa
Plantada Dentro
Do Coração Das Correntes
Cósmicas
E Anti-Cósmicas…

E A Minha Taça
Está Derramada!

Bebei
Como Filhote
De Leoa,
Bebei
Como Filhote
De Leão,
A Leoa
Que Eu Sou,
O Leão
Aos Meus Pés…

E A Minha Taça
Está Derramada!

Bebei
Como Filho
Da Prostituta,
Bebei
Como A Própria
Prostituta,
A Prostituta
Desnudada
Que Eu Sou…

E A Minha Taça
Está Derramada!

Bebei
Como Meu
Escravo,
Bebei
Como Meu
Escarro,
Senhora Vossa
Eu Sou,
Proprietário De
Voss Ser
Eu Sou…

E A MINHA TAÇA
ESTÁ DERRAMADA!!!

DERRAMADA
ENTRE OS RIOS!!!

DERRAMADA
ENTRE OS LAGOS!!!

DERRAMADA
ENTRE AS CACHOEIRAS!!!

DERRAMADA
ENTRE OS MARES!!!

DERRAMADA
ENTRE OS OCEANOS!!!

DERRAMADA
ENTRE OS MONTES!!!

DERRAMADA
ENTRE AS MAIS
ELEVADAS MONTANHAS!!!

DERRAMADA
ENTRE OS MAIS
PROFUNDOS SUBTERRÂNEOS!!!

DERRAMADA
ENTRE TODOS
OS FIRMAMENTOS
DO GRANDE
FIRMAMENTO!!!

DERRAMADA
ENTRE TODOS
OS ABISMOS
DO GRANDE
ABISMO!!!

EU SOU
BABALON
E DERRAMADA ESTOU
JUNTO COM
A MINHA
TAÇA!!!

Inominável Ser
BABALON
REVELADA




sábado, 4 de novembro de 2017

O Que Eu Trago


Lilith - SineAlas


O Que Eu Trago
Não Tem Cheiro
De Vida,
Não Tem Aparência
De Bom,
Não Tem Semelhança
Com Luz
E Nem É
Algo Para Se
Desejar.

O Que Eu Trago
Não Tem
Amor,
Não Tem
Calor,
Não Tem
Perguntas,
Não Tem
Respostas
E Nem Tem
Sentidos.

O Que Eu Trago
Não Está
Disponível,
Não Está
Perto,
Não Está
Longe,
Não Está
Se Movendo
E Nem Está
Parado.

O Que Eu Trago
Não Vacila
Diante Do
Kaos,
Não Estremece
Diante Dos
Mentirosos,
Não Quebra
Diante Dos
Virtuosos,
Não Cai
Diante Dos
Sentinelas
E Nem Foge
Diante Dos
Arqueiros.

O Que Eu Trago
Está No Teu
Sonho,
Mulher.

O Que Eu Trago
Está No Teu
Sonho,
Homem.

O Que Eu Trago
Está Em Todos
Os Sonhos
Da Criação,
Malditos
Humanos.

O Que Eu Trago
É Bebido
Pelos Que
Se Apunhalam
Diante De Mim.

O Que Eu Trago
É Mastigado
Pelos Que
Se Masturbam
Diante De Mim.

O Que Eu Trago
É Conhecido
Pelos Que
Fodem
Diante De Mim.

O Que Eu Trago
É Tudo
Para Os Que
Se Libertam
Em Mim.

Mas,
Essa Liberdade
Tem O Mais
Caro Dos Preços
Que Trago Junto
Com Todos Que
Se Juntam
À Minha Marcha:
O Peso
Do Que Eu Trago
Desde A Primeira
Já Esquecida
De Todas As
Eras.

Suportarias
Tal Peso,
Mulher?

Suportarias
Tal Peso,
Homem?

Suportarias
Tudo Que Eu
Trago,
Seres
Retalhados?

Inominável Ser
LILITH
REVELADA