quarta-feira, 7 de junho de 2017

Me Perturba...


Makani Terror


Me faça veneno
Para ser tomado
Por arrombadores
De estruturas!

Me Perturba...

Me Perturba...

Me envolva no veneno
Que estanque de mim
Todo pudor
E toda vergonha!

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me escancara no veneno
Que faça cair minhas
Remendadas máscaras
De moralismos!

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me amarra no veneno
Das loucuras muitas
Em meio às chamas
Impuras!

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me marca com veneno
Que me enlouqueça
Pela Eternidade de minhas
Agruras!

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me ramifica no veneno
Que me envie aos
Infernos tremendos
De almas safadas!

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me tortura com veneno
Arrancando as pregas
Do meu cu
Com fundamento!

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me purifique com veneno
E quando eu morrer
Me enterre en ninhos
De cobras!

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

Me Perturba...

E ajunta meus ossos
Aos teus pés
Nos salões de teu
Reino envenenado!

Inominável Ser
PERTURBADO
POR UM
AGRADÁVEL
VENENO




Reações:

0 Lamentos Finais De Cadáveres: